TDSI – Mapeamento objeto relacional (MOR) com JPA parte 1

Antes de começar qualquer ação no NetBeans,  criar o banco de dados, nesse exemplo foi criado um banco de dados chamado tdsi (abreviação do nome da disciplina) e configurado  uma conexão no Netbeans.

Configurando o arquivo persistence.xml

Foi criado um banco de dados chamado TDSI no PostGreSQL e também foi configurada o jdbc no  NetBeans conforme próxima figura.

O NetBeans gera de maneira muito fácil este arquivo que contém informações sobre o banco de dados  para ser utilizado na persistência.

Antes configurar o acesso ao banco dados.

Criar um novo sistema, depois clicar em Novo -> Outros 

Figura 1

Logo após escolher Persistência -> Unidade de persistência

Figura 2

Em biblioteca de persistência informar:

EclipseLink (JPA 2.1)  de preferencia nos dias de hoje

ou

Hibernate (JPA 2.1)

Em conexão ao Banco de Dados:  Selecionar o banco de dados, no exemplo foi configurado um acesso para  PostGreSQL uma base chamada “tdsi”.

Em Estratégia de Geração de Tabela deixaremos nesse tutorial a opção Criar conforme abaixo:

Figura 2

Será gerado automaticamente um arquivo chamado persistence.xml dentro da pasta META-INF.

Clique em código fonte que vai aparecer o arquivo em formato texto cfe figuras 4 e 5.

Notar o circulo do nome da unidade de persistência, no exemplo chamado de “JavaHibernatePU” que foi pego do nome, mas pode ser renomeada e será usada mais adiante.

Figura 5

Conclusão

Foi mostrado nesta postagem a criação do arquivo persistence.xml.

Crie um pacote chamado modelo e dentro dele a seguinte classe chamada Teste.

package modelo;
import java.io.Serializable;
import javax.persistence.*;

@Entity
@Table (name="tbl_teste")
public class Teste implements Serializable {
    @Id
    @Column(name="id")  

    private Long id;

    @Column(name="c_nome",length=50)
    private String nome;

    public Long getId() {
        return id;
    }

    public void setId(Long id) {
        this.id = id;
    }

    public String getNome() {
        return nome;
    }

    public void setNome(String nome) {
        this.nome = nome;
    }

}

Na classe principal vamos codificar nossa primeira gravação em um banco com Hibernate.

 

     EntityManagerFactory factory =
             Persistence.createEntityManagerFactory("aulahibernate1PU");

     EntityManager manager =
             factory.createEntityManager();

 

     EntityManagerFactory factory =
             Persistence.createEntityManagerFactory("aulahibernate1PU");

     EntityManager manager =
             factory.createEntityManager();

     Teste teste = new Teste();
     teste.setId(1L);
     teste.setNome("TESTE DE INCLUSÃO DE DADOS");
     manager.getTransaction().begin();
     manager.persist(teste);
     manager.getTransaction().commit();
     factory.close();

 

Próximo artigo: Persistindo os objetos com Hibernate parte 2
fontes:

http://www.devmedia.com.br/definindo-entity-manager-na-java-persistence-api/28271

http://wehavescience.com/2012/11/03/crud-com-hibernate-4-e-jpa/

Esse post foi publicado em TDSI - Tópicos em Desenvolvimento de Sistemas de Informação I e III. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s