TDSI – Configurando o GlassFish para trabalhar com JTA / JPA – parte 1

JTA 

A JTA é uma API de alto nível utilizada por desenvolvedores de aplicações para a plataforma Java. Através da interface JTA o desenvolvedor interage com o monitor de transação, normalmente implementado em um servidor de aplicações, para determinar as fronteiras de uma transação dentro de uma aplicação, isto é, através da interface JTA ele define o início da transação e determina se ela será confirmada (commit) ou não (rollback).

fonte Wikipedia.

Primeiro passo, descobrir onde o seu GlassFish está instalado. Pelo NetBeans entre Serviços->Servidores e com botão direito em cima cima do servidor GlassFish selecione propriedades.

No meu caso esté em “C:\Users\Alex\GlassFish_Server\glassfish” . No windows em português ele traduz “Users” para “Usuários” no windows explorer.

Passo 1. Acessar o endereço:

https://jdbc.postgresql.org/download/postgresql-9.4-1201.jdbc4.jar

e salvar este arquivo na pasta “lib” do GlassFish em “C:\Users\Alex\GlassFish_Server\glassfish\lib” , que é a pasta do Glassfish encontrada  na minha máquina anteriormente (na sua está um caminho diferente né? )

Passo 2.

Interromper (1)  e Iniciar (2) o GlassFish. Demora algum tempo dependendo do hardware. Se o GlassFish estiver parado, Iniciar apenas.

Próximo artigo: Parte 2

Esse post foi publicado em Web Services Java Rest. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s